Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Início / Educação & Cultura / Representantes da Semec visitam filho de Helena Meirelles e conhecem acervo pessoal da instrumentista Representantes da Semec visitam filho de Helena Meirelles e conhecem acervo pessoal da instrumentista
25/07/2019 às 13:40 • Atualizada em 25/07/2019 às 15:33
Cb image default
Foto Cedida

A secretária municipal de Educação e Cultura, Regina Duarte de Barros Dovale e a coordenadora municipal de Cultura, Regina Freire estiveram no início deste mês, em Campo Grande, em visita a Francisco Costa Machado, filho da instrumentista sul-mato-grossense Helena Meirelles, reconhecida mundialmente por seu talento como tocadora de viola caipira.

O encontro ocorrido na residência do filho da cantora e compositora brasileira, de acordo com a secretária, teve como objetivo conhecer os descendentes de Helena Meirelles além do acervo pessoal da artista, já que a Prefeitura de Bataguassu está em fase de implantação do Museu Municipal, que terá um espaço dedicado a ela [Helena] que passou parte de sua vida no Distrito de Nova Porto XV. 

Cb image default
Foto Cedida

Segundo o filho da violeira, é de sua propriedade a tutela do acervo pessoal bem como a representação da memória de Helena no Brasil e em outros países. 

Entre as peças que estão sob posse do filho da cantora estão violões, paletas, guizos, botas, ponchos, fotografias, documentos pessoais entre outros materiais de relevância museológica.

Machado revelou que a mãe também dominava técnicas de pintura em guache e apresentou as representantes da Semec obras feitas por ela que retratavam animais, paisagens e pessoas.

Segundo ele, Helena Meireles eventualmente dedicava seu tempo a esses materiais certamente por gosto e descontração. “O ineditismo dessa particularidade revela uma artista múltipla”, comenta a coordenadora Regina Freire ao saber dos registros artísticos da cantora.

Durante a visita, Regina Freire usou um dos principais violões de Helena Meireles para tocar a música “Tocando em Frente”, de Almir Sater. A coordenadora fez dupla vocal com a secretária Regina Dovale sob a plateia inusitada do próprio filho da instrumentista e de sua esposa Dina.

HISTÓRIA

Helena Meirelles é a mais importante representação artística de Bataguassu. Nascida em 1924, a história da violeira é bastante conhecida. Autodidata, tocou em bordéis do Mato Grosso do Sul por muitos anos. O reconhecimento do grande público só ocorreu quando ela chegava aos 70 anos. 

Cb image default
Foto Divulgação

Dentre os prêmios e honrarias recebidas, a violeira em 1993 foi eleita pela revista americana Guitar Player (com voto de Eric Clapton) como uma das 100 melhores instrumentistas do mundo por sua atuação nas violas de 6, 8, 10 e 12 cordas. 

A partir de 1994, gravou quatro discos, excursionou pelo Brasil divulgando uma música com forte influência da cultura pantaneira e paraguaia.

Helena Meirelles faleceu em 2005, aos 81 anos, em Campo Grande, mas deixou seu legado para a música brasileira.

Cb image default
Foto Cedida

MUSEU

Recentemente, a coordenadora municipal de Cultura, Regina Freire também esteve em Campo Grande na Fundação Estadual e também no Arquivo Público Estadual para tratar a respeito dos trâmites voltados a implantação do Museu Municipal.

Na ocasião, Regina Freire foi recebida pelo coordenador do Sistema Estadual de Museus de Mato Grosso do Sul, professor especialista Douglas Alves da Silva para agendar uma formação referente a catalogação de acervo. 

Fale Conosco
Prefeitura Municipal de Bataguassu